Escolha uma Página

Multiculturalismo e Educação: em defesa da diversidade cultural

29 / 09 / 2021 | Publicações

É exatamente o que nos propõe Maria José Albuquerque da Silva e Maria Rejane Lima Brandim, em “Multiculturalismo e Educação: em defesa da diversidade cultural”.

“O argumento central é o de que pensar e viver no mundo atual passa pelo reconhecimento da pluralidade e diversidade de sujeitos e de culturas com base no respeito e tolerância recíproca, concebendo as diferenças culturais não como sinônimo de inferioridade ou desigualdade, mas equivalente a plural e diverso” (SILVA; BRANDIM. 2008, p. 51). Logo ao início do texto, as autoras já nos explicitam qual o tema central a ser investigado e qual a defesa que farão perante o mesmo. Para tanto, também nos é apresentado o percurso que será seguido, a saber: em primeiro lugar, será situado o cenário histórico do mundo em que vivemos, assim como a origem multiculturalismo e suas concepções teóricas. Tal contextualização terá como objetivo “evidenciar o sentido político-cultural de se educar as atuais e as novas gerações a partir de uma visão multicultural crítica, que leve em conta, no processo formativo dos sujeitos, a necessidade e importância de se reconhecer, valorizar e acolher identidades plurais sem representar ameaças ou quaisquer formas de naturalização do preconceito e desrespeito à vida humana, independente de sexo, cor, gênero, credo, etnia, nacionalidade” (SILVA; BRANDIM. 2008, p. 51). Dessa maneira, as autoras já nos adiantam, mesmo que ligeiramente, uma de suas propostas: a superação dos mecanismos que discriminam ou silenciam a diversidade cultural.

Interessou-se pelo conteúdo? A referência para o artigo completo é a seguinte: SILVA, M. J. A; M. R. L. BRANDIM. Multiculturalismo e Educação: em defesa da diversidade cultural. Diversa, Ano 1, n. , p. 51-66, jan./jun. 2008.

Não se esqueça de curtir e compartilhar este artigo com seus amigos!